sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Você é a Favor do Banco Central controlar o preço da gasolina para combater a inflação?

O que você acha da ideia do Banco Central controlar o preço da gasolina para combater a inflação? Note que a ideia tem vários aspectos importantes. A gasolina é um insumo básico do processo de produção, controlando o preço da gasolina o governo estaria evitando que uma série outra de produtos tivesse seu preço reajustado. Em resumo, manter baixo o preço da gasolina ajuda a combater a inflação.

Infelizmente, nem na vida e nem na economia existem almoços grátis. Para manter o preço da gasolina sem reajustes o governo tem duas opções: a) usar o dinheiro do contribuinte para compensar as perdas financeiras da empresa que não pode cobrar mais por seu produto (a Petrobras nesse caso); ou b) usar o dinheiro dos acionistas da empresa que foi obrigado a não reajustar o preço da gasolina (novamente a Petrobras). Em resumo, ao não cobrar mais pela gasolina, o que o governo de fato fez foi transferir o custo que seria dos consumidores de gasolina para os contribuintes ou para os acionistas da Petrobras. Isto é, essa política de controle de preço da gasolina não serviu para combater a inflação, serviu apenas para transferir os custos do processo inflacionário (que já ocorreu).

Sejamos justos com a gasolina: não é apenas o controle de preços da gasolina que não combate inflação. Se aprendemos algo com os planos econômicos da década de 1980 é que congelar preços não funciona para combater inflação. A esmagadora maioria dos economistas (exceto a equipe econômica passada) sabe e concorda que congelamento de preços em geral, ou de produtos específicos, não funcionam para combater a inflação.

Então tenho uma dúvida: exatamente por que o Banco Central está controlando a taxa de câmbio para combater a inflação? O Banco Central argumenta que uma desvalorização cambial aumenta a inflação, então o controle do câmbio seria um mecanismo de combate ao aumento de preços. Ora, tal como o preço da gasolina, o câmbio também é um preço (o preço da moeda externa). Controlar a taxa de câmbio nada mais é do que controlar o preço de um insumo básico da economia. Se todos concordam que controlar o preço da gasolina não funciona para combater inflação, exatamente por que o BACEN acredita que controlar o preço do câmbio irá funcionar?

Sim meus amigos, eu conheço o conceito de pass through (aliás tenho artigos acadêmicos sobre o tema). Sim meus amigos, eu também conheço estudos que mostram que desvalorizações cambiais aumentam a inflação. Contudo, aqui cabe um aviso importante: nenhum desses textos sugere que se controle o preço de um insumo básico como ferramenta válida para o controle do processo inflacionário. Se você é contra o BACEN controlar o preço da gasolina para combater inflação, então por que você apoia o controle da taxa de câmbio com essa mesma finalidade?

3 comentários:

Anônimo disse...

Adolfo, tb sou contra o controle de preços. Apensas um adendo ao seu comentário, num regime de metas de inflação o controle da inflação é feito, sobretudo, através das taxas de juros, que, por excelência, representam o preço do dinheiro. Ou seja, para uma meta (inflação), precisamos de pelo menos um instrumento (lei de tinbergen), que deve ser os juros e não o câmbio. Para não ser cartesiano, vamos cruzar os dedos e torcer para que o BC realmente esteja apenas tentando evitar a volatilidade com a ração diária... a conferir com a entrada do Levy... rs

ANTONIO CARLOS Hindo disse...

Adolfo, o mercado financeiro funciona da mesma forma que a órbita dos planetas em uma galáxia .... Eles todos, devem seguir naturalmente o seu caminho e o seu tempo. Se tentarmos mexer de alguma forma, mesmo que com a melhor das intenções, em alguma variável dessas, a desorganização pode se tornar incontrolável.

Anônimo disse...

Apenas uma sugestão, trocar o termo 'gasolina' para "combustivel"! Petrobras importa 'gasolina refinada' comum e revende com mais octanagem colocando aditivos (entre eles etanol) Podium 85-90 e Premium 80-85, e os motores que se virem!
Tudo é de uma hipocrisia federal!
Querem diminuir os gastos, cortem os ministérios pela metade!
Acabem com sigilo no gasto dos cartões corporativos, gastaram 54% mais que o ano anterior!
Façam a reforma tributária, como você sempre fala.
Informam que o dolar subiu ou baixou...na economia também é uma questão de
semántica, pelo menos aqui para o cambio no Brasil o dolar está sempre no mesmo lugar o que flutua conforme os critérios na bolsa é o REAL! frente as moedas estrangeiras....
Grande abraço, e que acabe logo este partido que prometeu transparência!

Google+ Followers

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Follow by Email