domingo, 12 de abril de 2015

O Sucesso Estupendo das Manifestações do Dia 12/04 e as mentiras contadas na internet

Se existirem N maneiras de se aferir o sucesso de uma manifestação em (N-1) delas a manifestação do dia 12/04 foi um sucesso estrondoso. Existe apenas uma única medida para dizer que hoje não foi um sucesso: dizer que no dia 15/03 foi maior ainda. E é exatamente nesse ponto que vários veículos de comunicação estão se baseando. O dia 15/03 foi a maior manifestação pública da história do Brasil, o dia 12/04 foi a segunda maior manifestação popular da história do Brasil. As duas maiores manifestações populares da história brasileira foram feitas em menos de 1 mês uma da outra, dizer que o dia 12/04 foi um fracasso é o mesmo que reclamar que seu time “só” venceu por 3 a 0.

Por qualquer outro critério (que não seja a manifestação irmã do dia 15/03) o dia 12/04 foi um sucesso estrondoso. Vamos aos fatos:

1) Apenas em Brasilia, e de acordo com dados oficiais da PM, o dia 12/04 reuniu 25.000 pessoas, praticamente o mesmo número que os defensores do governo (recebendo bolsa de R$ 45) reuniram no Brasil inteiro na sua manifestação chapa branca do dia 13/03 (de acordo com dados da PM esse movimento pro-governo reuniu 30.000 pessoas em todo Brasil)

2) Na posse da presidente Dilma Roussef em 01/01/2015 pessoas do Brasil inteiro vieram prestigiar a presidente, público estimado pela PM de 20.000 pessoas (dados do UOL indicam menos de 6.000 pessoas). Ou seja, menor do que o público que foi hoje protestar contra Dilma.

3) No dia 07/04/2015 a CUT e vários movimentos sociais realizaram ato em Brasília, público estimado pela PM: 2.500 pessoas, isto é, 10 vezes MENOS do que o público presente hoje na Esplanada nos atos contra Dilma e contra o PT.

4) Hoje, apenas em São Paulo, a PM estimou em 275.000 pessoas o número de manifestantes. Quase 10 vezes mais que o número de manifestantes (vários recebendo R$ 45 para participar) chapa branca do ato pro-governo de 13/03.

De acordo com dados da PM foram 682 mil pessoas nas manifestações de hoje. Contudo, a própria PM admite que não computou dados de várias cidades (Recife entre elas). Em resumo, o dia 12/04 foi um sucesso estrondoso. Detalhe: o monopólio petista do norte/nordeste esta caindo.

15 comentários:

Anônimo disse...

Esxcelente sua análise numérica! Não há quem possa duvidar de sua tese!
Parabéns, passarei a estar por aqui!

Marilene Oliveira disse...

Perfeita sua análise. Parabéns!

Anônimo disse...

Delirious

Anônimo disse...

Só´pelo fato de você ter anecessidade de escrever este texto já mostra que as manifestações do dia 12/04 foram um fracasso! Ainda mais com números inflados como o da PM paulista!

Anônimo disse...

É verdade!

Carla Viena disse...

E assim sucessivamente a próxima manifestação será a terceira maior, teremos a quarta, quinta, sexta, até vcs baterem no peito p dizer fizemos hj com 2 pessoas a milésima maior manifestação kkkkkk. Ô gentinha que não quer admitir que perdeu. Morro de dó, mas nem ligo. Beijim no ombro kkkkkkkk

Carla Viena disse...

Kkkkkk

Carla Viena disse...

E assim sucessivamente a próxima manifestação será a terceira maior e a quarta e a quinta. Até chegarem ao ponto de duas pessoas se encontrar p bater no peito e dizer: fizemos a milésima maior manifestação e ainda completar: como foi bom aquele 15 de março ao som de Vanessa Camargo e na companhia de Ronaldinho "o gordo" que adora um travecão. Vão se abraçar, chorar muito e depois vão marcar um cineminha e assistir o filme: Tempo bão que não volta mais. Kkkkkkk Ô gentinha que tem dificuldade em admitir que perdeu. Tô rachando de rir aqui kkkkk "a segunda maior, a terceira maior, a quarta maior. Dó maior!!!!!!!!

Carla Viena disse...

Desculpa errei o nome o nome da película, é: Tempo VÃO que não volta mais. Kkkkkkkkk

Flavio Bicalho disse...

Por comentários inteligentes como este é que eu estava sentindo muito a sua falta!!!

Mais uma vez, parabéns !!!

Blogs da Amazônia disse...

Muito bom o seu comentário!!

Anônimo disse...

Vocês acham que é molezinha mobilizar mensalmente 2 milhões de pessoas pra coincidirem suas agendas e todas irem pra rua juntas num domingo de sol? Até foram embora: ora, amigo, isso é um protesto, não uma vigília de nossa senhora. As pessoas chegam, fazem o protesto, caminham o trajeto definido e depois se mandam pra suas casas. Não há nada errado nisso, inclusive aconteceu isso mês passado.

Sério, eu não entendo este tipo de pensamento. Um movimento sem liderança, sem gente famosa, sem propaganda da mídia e sem dinheiro reúne centenas de milhares de pessoas NUM DOMINGO DE MANHÃ e outras centenas num domingo a tarde ser chamado de frio e fraco é pra revoltar… Parece que vocês gostam de jogar contra.

Quando o PT mete 10K pessoas em UMA CIDADE APENAS, todo mundo se caga de medo. Quando um grupo de cidadãos independentes se reúnem em 2,2 milhões em um dia e mais de 650K 1 mês depois vocês falam que foi fraquíssimo e que “esfriou”.

Estive no Rio, em Copa. 10K pessoas segundo a PM (sempre trabalho com os números da PM, pois tem expertise nestes eventos – não levo em conta números divulgados por institutos de pesquisa, muito menos por organizadores). Um ótimo número levando em conta que o acesso ao local é difícil pela classe de baixa renda (seria melhor ter marcado na Candelária, no Centro, que tem transporte relativamente acessível para todos).

Todo mundo sabia que ia ser menor. Não entendo o motivo desse desânimo. Estão fazendo o jogo do inimigo, não sejam inocentes. Os inimigos já sabotaram bastante se inscrevendo nas páginas do movimento pra inflar o número de cidades com protesto, pedindo intervenção militar, tuitando pela manhã contra o sistema e combinando com setores da imprensa de menosprezar o movimento durante toda a semana. Não se comportem como inimigos também.

Grande abraço e olho vivo, galera. Não entrem na conversa dos companheiros.

Anônimo disse...

Que bom ver q ainda há vida inteligente na imprensa. Eu fui nas duas manifestações. Ler a Folha de São Paulo, hoje - apenas para citar um exemplo - me causou embrulho no estômago, tamanha a desonestidade intelectual em relação aos números e motivações dos protestos. Tentativas escancaradas e grosseiras de desqualificação numérica e qualitativa.

Virgílio M. Santos disse...

Parabéns Adolfo, gostei da sua análise. Ler a imprensa governista e os comentários das sanguessugas esquerdistas dá nojo.

Patolino disse...

1. Bom ler seus posts de novo! Recomendei seus vídeos de economia para meu irmão e ele aprendeu muito sobre o assunto.

2. O número não importa. 500 mil, 600 mil já foi um número enorme de pessoas, ainda mais sabendo que houve outro protesto há apenas 4 semanas.

Eu não me lembro de ter visto caso semelhante: um governo recém-eleito (na base do estelionato eleitoral e da mentira) e tendo que "comemorar" o fato de que ontem havia menos pessoas na 2a manifestação. Que situação. E a Dilma sem poder frequentar lugar público sob o risco de ser vaiada.

3. Talvez não agora, mas acho que haverão mais protestos. Não vai ter jeito, a crise econômica vai se agravar, o desemprego e os juros vão aumentar (lembrando que o brasileiro médio já está endividado) e a inflação não dará trégua. Isso sem contar o infame aumento de impostos. Não vai ser bonito, infelizmente, e tudo previsível. O meu palpite é que o Fed não vai aumentar a taxa de juros nos EUA, o que dará um pouco de alívio.

3. No dia de hoje, a Dilma está nas mãos do trio do PMDB e do Levy. Não sei quanto tempo o Chicago boy vai durar, mas o fato é que ele sair hoje, o Brasil é rebaixado.

4. É por causa de gente como essa Carla Viena que o Brasil é esse desastre de país. Chorar todos nós vamos, petistas ou não, a conta da Petrobrás, da Eletrobrás, da nefasta "nova matriz econômica" está chegando e quem vai pagar a conta somos todos nós.

Google+ Followers

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Follow by Email