sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

BOMBA!!! Presidente do BACEN deveria ser demitido sumariamente!!!

Amigos, todos sabem que dinheiro nao cai do ceu.... por isso varios colegas tem procurado de maneira insistente como foi que o governo conseguiu pagar as pedaladas fiscais no final do ano passado. O governo tirou da cartola um valor aproximado de R$ 50 bilhoes para pagar suas manobras contabeis (as famosas pedaladas). De maneira espantosa o governo simplesmente nao diz de onde veio esse dinheiro. Pois bem, parece que o misterio foi revelado por um grupo de economistas que estudou a fundo a questao.

Segundo eles, uma serie de Medidas Provisorias e Portarias (todas datadas no apagar das luzes de 2015), permitiu uma manobra triangular que garantiu repasses do Banco Central para o Tesouro Nacional. ATENCAO: nao eh apenas a Lei de Responsabilidade Fiscal que proibe que bancos repassem recursos para seus controladores. Nesse caso especifico A PROPRIA CONSTITUICAO FEDERAL PROIBE TAL MANOBRA. Leiam o que diz o paragrafo primeiro do artigo 164 da Constituicao Federal:

"Art. 164. A competência da União para emitir moeda será exercida exclusivamente pelo banco central.

§ 1º É vedado ao banco central conceder, direta ou indiretamente, empréstimos ao Tesouro Nacional e a qualquer órgão ou entidade que não seja instituição financeira".

O Estadao faz uma reportagem sobre o caso. REPITO: a acusacao eh gravissima. As implicacoes imediatas desse estudo sao diretas:

1) Demissao imediata do Presidente do Banco Central
2) Demissao imediata de todos os ministros e funcionarios de primeiro escalao envolvidos nessa operacao
3) Abertura de processo (mais um) por crime de responsabilidade contra a Presidente da Republica

Claro que o governo ira argumentar que o estudo esta incorreto, mas ate o momento nao disse isso. Pior, tambem nao diz de onde veio o dinheiro para pagar as pedaladas.

6 comentários:

Anônimo disse...

No Estado de Minas Gerais o Governador escalonou os salários dos servidores. Nada justifica tal medida, pois os impostos do Estado aumentaram em 50% dentre outras arrecadações. Faz suspeitar que o atraso no pagamento deve ter sido destinado este recurso às pedaladas do governo federal.

Anônimo disse...

..

lucivanio vasconcelos soares disse...

No Estado de Minas Gerais o governo petista escalonou o salário dos servidores públicos. Nada justifica tal medida, pois o Estado elevou os impostos em 50%, além de outras arrecadações. Suspeita-se que o atraso no pagamento destina a custear as pedaladas do governo federal.

Koji disse...

Adolfo, mesmo com esse financiamento indireto pelo BC, por meio de repasse dos lucros ao Tesouro, as contas não fecham. No artigo da FGV, os títulos são repassados sem custo ao BC com o intuito de executar a política monetária. Mas isso é insuficiente para o Tesouro. Veja, hoje o copom tem reduzido a Selic, mesmo com a previsão de déficit acima de R$140 bi, com o R$ se valorizando frente ao U$ (déficit do BC). Como isso não a sistemática da política monetária é ausente de transparência, como você acha que o Tesouro se financiará?

Koji disse...

Adolfo, mesmo com esse financiamento indireto pelo BC, por meio de repasse dos lucros ao Tesouro, as contas não fecham. No artigo da FGV, os títulos são repassados sem custo ao BC com o intuito de executar a política monetária. Mas isso é insuficiente para o Tesouro. Veja, hoje o copom tem reduzido a Selic, mesmo com a previsão de déficit acima de R$140 bi, com o R$ se valorizando frente ao U$ (déficit do BC). Como isso não a sistemática da política monetária é ausente de transparência, como você acha que o Tesouro se financiará?

Koji disse...

Adolfo, no artigo da FGV, é dito que o Bacen financia o Tesouro por meio de lucros que são repassados. Porém, as contas não fecham. Hoje temos o BC reduzindo a SELIC (e continuará em ritmo forte, segundo Ilan Goldfajn), o R$ se valorizando frente ao U$ (déficit do BC) e o déficit público estimado em mais de R$140 bi. Como o Tesouro se financiará? Seria o BC comprando os títulos do Tesouro com a desculpa de executar a política monetária contradizendo o artigo da FGV (que diz que o tesouro repassa sem custos ao BC)? Ou o tesouro rola (o BC financiando) o vencimento desses títulos repassados sem custo ao BC?

Abraço!

Google+ Followers

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Follow by Email