quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Um Pedido aos Pais e as Mães do Brasil: não permitam que a escola de seus filhos sejam ocupadas e seus filhos fiquem sem aulas! Protejam os mais pobres!!! Mais amor, menos ocupação!


Somente no Paraná são 600 escolas ocupadas. Em outros estados o movimento tenta crescer. Tais escolas são ocupadas para protestar contra 1) a reforma do ensino médio, e 2) a PEC 241.

A reforma do ensino médio segue as linhas gerais da proposta elaborada pelo governo Dilma. Quando Dilma e o PT elaboraram essa reforma não se teve notícia de ocupação de escolas nem por alunos ligados a UNE e UBES e nem por parte dos sindicatos ligados aos professores.

A PEC 241 NÃO reduz o gasto em educação para 2017, pelo contrário aumenta-se a verba pública para educação e saúde. Além disso, as duas principais fontes de transferência de recursos federais para estados e municípios no tocante a educação estão fora da PEC: FUNDEB e FUNDEF não estão sujeitos ao limite da PEC. Isto é, é mentira que o governo esteja retirando recursos da educação.

Ao ocupar escolas públicas impedindo que os alunos assistam aulas o que esse movimento faz é prejudicar os mais pobres. São os mais pobres que frequentam escolas públicas, são os mais pobres que ficam sem aulas. Os alunos mais ricos estão em escolas particulares, nenhuma delas ocupada.

Deixo aqui meu pedido aos pais e mães de nosso Brasil: não permitam que as escolas dos alunos pobres sejam invadidas, não permitam que os mais pobres sejam prejudicados por um movimento que ao ocupar escolas pune severamente os alunos pobres. Ligue para os jornais, mande carta para os sindicatos, cobre do ministério público e as secretaria da criança e do adolescente, cobre ação do governador e do prefeito, proteste! Mas não se cale frente a essa injustiça. O direito a educação das crianças pobres está sendo desrespeitado pelos movimentos que invadem escolas.

Mais amor, menos invasão e ocupação de escolas!

Nenhum comentário:

Google+ Followers

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Follow by Email