quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

Mensagem de Final de Ano do Sachsida: Será que a Ciência tem mais probabilidade de estar certa do que a Fé?

A pergunta acima foi apenas uma provocacao. Por séculos disseminou-se a nocao de que a ciencia e a religiao seriam inimigas. De um lado o rigor científico, do outro as crencas religiosas que teriam “caido do céu” sem base científica alguma. Tal separacao talvez faca sentido para algumas religioes obscuras, contudo nao tem a menor base na realidade quando confrontada com religioes como a crista ou a judaica. Vários padres e bispos e autoridades religiosas cristas e judaicas foram importantes cientistas, de fato para tais religioes a fé é luz nao escuridao. E só existe luz onde existe a busca pela verdade.

A fé é a crenca numa verdade, mas essa verdade nao caiu do céu. Ela nos é revelada diariamente por meio de nossos familiares, amigos, ou mesmo exemplo do cotidiano. Acreditamos em Deus pois temos exemplos diários de que ele existe. Nao acredita em mim? Entao vou te contar uma história real. Por anos fui professor de Introducao a Economia (o primeiro curso que um aluno universitário de 17 anos faz). Eu me apresentava e mostrava meu curriculum, mas a esmagadora maioria dos alunos, que sequer tinham aprendido algo de economia, só acreditavam no que eu dizia quando eu demonstrava o que falava. Isso ocorria por um fato simples: a grande maioria dos seres humanos é incapaz de acreditar na escuridao. A ideia de que a fé é a crenca sem provas na existência de Deus é simplesmente falsa. Nós seres humanos nao temos a capacidade de acreditarmos em algo por si só, provas sao necessárias para nos convencer da existência de algo. A fé nao é uma crenca cega, se temos fé é porque sabemos, por provas concretas, que Deus existe.

Deus é luz, Deus é revelacao. A crenca em sua existência e bondade é baseada nao num salto no escuro, mas sim em fatos concretos capazes de nos convencer de sua existência. Por que você crê em Deus? Você crê em Deus pois alguém de sua família lhe confirmou a ocorrência de algum milagre, ou entao porque voce mesmo presenciou tal milagre, ou ainda porque diversas fontes, em diversos locais e períodos de tempo, também confirmaram a ocorrência de milagres. Ou ainda porque aquela doenca que voce tinha sumiu de repente, ou ainda porque na sua tristeza você recebeu a bencao de um sono tranquilo, ou ainda porque durante a tormenta noturna voce sentiu uma presenca a te proteger. É por isso que você acredita na existência de um Deus bondoso, porque você recebe diariamente provas de sua existência e bondade. Deus e a fé crista ou judaica (nao falo de outras religioes pois nao as conheco a fundo) nao sao inimigos da ciência, pelo contrário, sao defensores do saber e do conhecimento.

Aos céticos eu pergunto: e o que te faz acreditar na ciência? Note que em termos de falhas a ciência é repleta delas. Contudo, tais falhas nao diminui a crenca dos céticos. Veja o caso da economia, a qunatidade de absurdos cometidos por maus economistas nao parece diminuir a crenca de que economistas sao capazes de resolver os problemas econômicos. O que dizer entao da medicina, que após 5 mil anos de estudos nao é capaz de curar um simples resfriado? Mas em termos de chute nada se compara a teoria da evolucao humana.

Para os cientistas a evolucao humana partiu de um organismo unicelular, e por mutacoes seguidas gerou o homem. Amigos, voces tem ideia da probabilidade de uma coisas dessas ocorrer? Vocês tem ideia de qual é a probabilidade de um organismo originalmente similar a uma ameba dar origem (por puro acaso) a um ser humano? Voces tem alguma nocao da probabilidade de um mecanismo como o olho humano ter se formado ao acaso? Amigos essa probabilidade ronda na casa de 1 para trilhoes. Será mesmo que acreditar que Deus fez o homem é mais absurdo do que acreditar na teoria darwiniana de evolucao por selecao natural? Veja, de maneira alguma quero menosprezar a ciencia (que nos deu um mundo maravilhoso), mas em termos de probabilidade acreditar que o Homem vem de Deus nao é mais absurdo do que acreditar que o Homem veio de uma ameba.

Essa é minha mensagem de final de ano: Deus é luz, Deus é a busca pela verdade. Deus é aliado da ciência, e nao seu inimigo. O Deus cristao (que é o mesmo dos judeus e dos muculmanos) age cotidianamente em nossas vidas para nos auxiliar. Se voce é capaz de acreditar na ciência, entao em termos de probabilidade voce deveria igualmente ser capaz de acreditar em Deus e na ocorrência de milagres.

Em última instância o que deve realmente nos assustar é que ao acreditar em Deus acreditamos também nas consequências de sua existência. Acreditamos que existe o bom e o mau, o certo e o errado. Acreditamos que pessoas boas irao ao paraiso, e que os maus padecerao no inferno. Isso sim é um motivo para reflexoes profundas. Tal como o amigo do padre que lhe sorri e diz “Padre voce levando essa vida... já imaginou se quando morrer descobrir que Deus nao existe...” ao que o padre responde “mas já pensou se Ele existir....”. Deus existe, acredite em milagres, peca por eles, ore por eles, e serás atendido. Que o novo ano seja repleto de bencaos a todos nós!

2 comentários:

Tati disse...

Olá, Sachsida, sou católica cristã e acho uma tremenda bobagem essa oposição entre fé e ciência. Como vc mesmo disse, se a vida surgiu do nada e evoluiu até virar um ser humano, as probabilidades de isso ter acontecido por acaso são tão, mas tão mínimas que se aconteceu assim só pode ter sido um milagre (aliás um só não, vários e vários e vários milagres). Ou seja, essa teoria, em minha modesta opinião, não tirou a probabilidade de uma Inteligência Maior conduzindo toda essa evolução. Além disso, a ciência nunca terá a verdade absoluta por definição, caso contrário, deixará de ser ciência e vc estará substituindo uma religião por outra. Quanto às consequências Céu e Inferno, acredito que viver conforme a Lei de Deus já nos garante a felicidade aqui e agora e viver de forma contrária já garante a infelicidade, no tempo presente. Claro que essa felicidade e infelicidade não são extremas como no Céu e no Inferno. Mas não vejo como castigo e recompensa, vejo como consequência (e continuidade) natural de nossas escolhas e preferências. Se vc escolheu viver de forma contrária à Lei de Deus, não foi Deus quem te condenou ao inferno aqui e além, você apenas escolheu.

Anônimo disse...

O grande cientista Pascal acreditava em Deus por questões estatísticas.
Explico: existem 4 possibilidades:
1) Deus existe e você acredita: tudo bem, nenhum problema
2) Deus não existe e você acredita: tudo bem também
3) Deus não existe e você não acredita: também nenhum probema
4) Deus existe e você não acredita: aí vc está lascado.
Portanto, não custa nada. Afinal, 25% não é nada desprezível.

Google+ Followers

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Follow by Email