sábado, 11 de fevereiro de 2017

Até quando a imprensa irá silenciar sobre a violência e a intolerância da esquerda?


Nos Estados Unidos um homossexual foi impedido de palestrar numa universidade pelo simples fato de ser um conservador. Na grande imprensa não vi nenhuma crítica sobre a intolerância e violência da esquerda. Também não vi nenhum grupo LGBT sair em defesa do homossexual.

No Brasil, um vereador negro homossexual foi ameaçado por uma vereadora petista. Nenhuma palavra na grande mídia sobre a intolerância da esquerda. Como de costume, silêncio nos grupos LGBT.

Recentemente o Uniceub CANCELOU uma palestra com Jair Bolsonaro. O motivo foi claro: a pressão dos movimentos de esquerda contra a palestra.

Durante as invasões das escolas e universidades (contra a PEC do teto e contra a MP do ensino médio), a esquerda deixou claro que não respeita a opinião alheia. Invadiu escolas e universidades e prejudicou milhares de alunos. Nenhuma palavra sobre a intolerância desse movimento.

Em 2015 e 2016 ocorreram 4 megamanifestações organizadas por movimentos que pediam o impeachment de Dilma, nenhuma delas teve qualquer tipo de confusão. Nas manifestações de esquerda a confusão, e destruição de patrimônio público e privado, sempre foi a regra. Alguém ouviu a imprensa se referir a intolerância da esquerda?

Toda vez que um esquerdista discorda de ti ele o chama de fascista ou nazista ou algum termo equivalente. Para eles não temos o direito nem de discordar. Vejo muitas pessoas dizendo que esse negócio de direita e esquerda esta ultrapassado. Sabe o que todos eles têm em comum? Todos ocuparam cargos e nunca foram perseguidos pelos esquerdistas. Para aqueles de nós que perdemos empregos, perdemos cargos, que fomos postos de lado, para nós é muito clara uma resposta: quem foi perseguido pelas esquerdas não quer passar por isso de novo. Talvez você até ache que esquerda e direita sejam coisas do passado, mas os exemplos acima mostram que para a esquerda os direitistas devem sempre ser silenciados e isolados.

Em 2018 teremos eleições para presidente e governador. No ritmo que estamos os candidatos de direita terão que se proteger dos ataques (físicos inclusive) dessa esquerda intolerante, que não aceita uma pessoa defender a vida, a propriedade, e a liberdade. A escalada dessa violência deve-se em boa parte ao silêncio covarde dos grandes veículos de comunicação que insistem em tratar a violência dos movimentos de esquerda como manifestações normais. Basta! Queimar carros, agredir pessoas, ofender, ameaçar, intimidar, destruir patrimônio público e privado não são manifestações pacíficas, são atos de vândalos que não aceitam conviver num ambiente onde as pessoas tem direito a discordar e a pensar diferente.

Toda vez que aparece alguém mais a direita do que o PSDB a imprensa o trata como radical de direita, extremista, ultraconservador, extrema direita e outros nomes. Sejamos francos, a maior parte de nós poderia ser considerada como de centro-direita, mas somos rotulados de extremistas. Por outro lado, você já ouviu a imprensa alguma vez se referir ao PT ou ao PSOL como radicais de esquerda, ultra esquerdistas ou equivalentes? O PSOL é um partido de extrema esquerda, o PT é um partido de esquerda, e o PSDB de centro-esquerda. Estar a direita do PSDB não faz de ninguém um ultra conservador radical de direita. Mas até em nossa apresentação tentam nos qualificar como radicais!

Basta de silenciar sobre a violência e a intolerância dos movimentos de esquerda! Eu tenho direito ao livre pensamento a livre manifestação de minhas ideias! Condeno igualmente a intolerância dos movimentos de direita, só que aqui todos condenam!!! O dia que um movimento de direita quebrar algo a imprensa irá cair matando criticando a intolerância da direita. E ela estará certa!!! Tem que criticar mesmo! O absurdo é silenciar frente a intolerância e violência da esquerda. Toda intolerância deve ser criticada e combatida! A democracia demanda respeito e tolerância para com quem pensa diferente.

Nenhum comentário:

Google+ Followers

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Follow by Email